– Notícias –

As cinco grandes questões do papás

Regresso à creche_Centro Social de Nespereira

Queridos papás, partilhamos convosco as nossas sugestões sobre como podem facilitar a adaptação dos seus bebés à creche.

 

1.     A adaptação do bebé é gradual?

A adaptação do bebé pode ser feita gradualmente, no entanto, não é uma regra para todos, uma vez que o que funciona bem para uma criança ou família, pode não funcionar para outra. A maior certeza que temos é que quanto mais pequeno for o bebé, mais fácil será para ele a adaptação e mais difícil para os papás.

Na nossa reunião, antes da entrada na creche, há a preocupação em perceber o ritmo e rotinas dos bebés, os seus gostos e necessidades individuais, precisamente para que a equipa esteja adaptada ao seu ritmo e assim facilite o processo de adaptação.

 

2.     Quanto tempo dura então a adaptação?

Depende da criança, da família e da dinâmica com a equipa pedagógica. É importante referir que a ansiedade dos papás pode dificultar a duração da adaptação, por isso, de tudo faremos para estabelecermos uma relação de confiança com a família, através de uma ligação de partilha sentida e transparente, quer no contacto pessoal, quer na comunicação partilhada ao longo do dia através da nossa plataforma digital (caderneta).

 

3.     Como controlar a ansiedade?

Os papás vão estar ansiosos, com toda a certeza. O segredo para controlarem a ansiedade é partilharem com a equipa todas as vossas inseguranças, colocar questões e partilhar sugestões. Estaremos aqui de coração para vos esclarecer e apoiar.

Papás ansiosos significa bebés ansiosos, por isso é que é muito importante que o bebé não sinta a vossa ansiedade. Não demore e não hesite demasiado na despedida.

 

4.     O bebé vai chorar? O que fazer?

É natural que sim, inclusive os papás. A separação é difícil para os dois. Os bebés não reconhecem a forma de cuidar, os papás estão também a adaptar-se a este novo espaço, aos novos adultos e crianças com quem passam a partilhar esta nova rotina. Mas é bom chorar! Sim, é saudável, é sinal de que as crianças reagem, que sabem demonstrar as suas emoções e, inclusive, que sabem usar o choro para transmitirem o que querem e o que precisam.

Nós, equipa pedagógica, estaremos aqui para dar colo, atender, cuidar, satisfazer as necessidades básicas, distrair e fazer rir! Se ainda assim não conseguirmos acalmar o choro, também teremos o cuidado de ligar aos papás a pedir ajuda.

 

5.     O que precisa trazer para a escola?

Tudo aquilo que combinamos em reunião de acolhimento.

Uma mochila com:
·      Uma muda de roupa e um saco plástico para colocar a roupa suja.
·      Uma embalagem de fraldas e os produtos de higiene específicos para o seu bebé (creme barreira, de rosto, termómetro, etc).
·      Um lençol e um cobertor para o berço/catre com o cheirinho da sua casa para reconfortar o bebé na hora de descansar.
·      A chupeta e ou objeto especial como um paninho ou boneco que ajude a consolar o bebé.
·      Outros produtos, como alimentos, biberões ou outros, confirme combinado com a equipa pedagógica.

Qualquer outra questão que gostasse de ver esclarecida não hesite em entrar em contacto connosco. Estamos aqui para si.

Artigo anterior
Final do ano letivo em modo Picnic